um agrado pro vovô gay

Um agrado pro vovô gay

O vovô gay gozou gostoso com o netinho safado.

Acompanhe e comente o nosso novo conto do vovô gay… Ah, e aproveite pra gozar gostoso!
Clique na imagem e veja o conto inteiro.

Meu nome é Lino, tenho 18 anos e sou afeminado. Apesar de já ter trepado bastante, procuro não dar tanto na cara minha promiscuidade. Mas nem sempre funciona, pois sou uma daquelas pessoas que não recusa uma boa putaria!

Eu tinha a minha turma e assim como todos hoje em dia, nós conversávamos no Whatsapp. Alguém comentou que no próximo sábado iria rolar um show da Lady Gaga e eu não poderia perder um evento desses! Mas pra minha tristeza, estava sem dinheiro! Foi aí que eu me lembrei do vovô, era ele que sempre me socorria nessas horas de “dureza”.

Meu avô é um cara engraçado e também muito gente boa! As vezes, quando eu saia da faculdade, dava uma passadinha na casa dele. Talvez pelo meu lado gay, sempre fui um rapaz carinhoso e isso fazia com que o coroa se sentisse bem enquanto estávamos juntos… E era com esses chamegos que eu ia descolar uma grana. Chegando lá, toquei a campainha…

Vovô me atendeu com o seu shortinho curto de sempre e uma regata branca, bem à vontade. E com um sorriso no rosto, disse: “Lininho! Meu neto querido!”. Me deu um abraço forte, esparramando as mãos pelas minhas costas, e sem perceber, tocando na minha bunda.

“Oi vozão! Como o senhor está?”. Sempre que ia à casa do vovô, me vestia de maneira comportada, mas como nesse dia fui pego de surpresa com a notícia do show, fui como eu estava mesmo. Trajava uma bermuda jeans colada na minha bunda e uma baby-look bem atrevida.

O velhinho sentou na sua poltrona com aquele short largo, deixando parte do pênis escapando pra fora, e que mesmo amolecido, dava pra perceber o quão era grande! Quando jovem, deve ter comido todas as mulheres com aquele cacetão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.